1 6 1

DIAS PARA O CARNAVAL!

Mancha Verde

Ficha técnica

Fundação: 18/10/1995

 

Cores oficiais: Verde, branco e vermelho

 

Presidente: Paulo Rogério de Aquino  (Paulo Serdan)

 

Vice: Rogério Carneiro

 

Carnavalesco: Jorge Freitas

 

Mestre de Bateria: Maradona

 

Primeiro Casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira: Marcelo Luiz e Adriana Gomes

 

Diretor de Carnaval: Paolo Ricardo de Moraes Bianchi (Paolo Bianchi)

 

Diretores de Harmonia: Marcos Gonçalves da Silva, Danilo Duarte Almeida e Bruno Farani Ferrari

 

Rainha de Bateria: Viviane Araújo

 

Intérprete: Fredy Vianna

 

Melhor colocação no Grupo Especial: 3º lugar (2018)

 

Enredo de 2019: " Óxala, Salva a Princesa! A Saga de uma Guerreira Negra!"  

Enredo 2018

Letra do Samba

OXALÁ, SALVE A PRINCESA! A SAGA DE UMA GUERREIRA NEGRA!

 

O ora ie ie ô ora ie ieu mamãe oxum
Um ventre de luz, o fruto do amor
Kaô kabecilê xangô

 

África, suntuosa riqueza
África, reluz o encanto e a nobreza
A fé conduz o povo a lutar
Tristeza marejou meu olhar
Oh senhor, tem piedade
Dos corações sem liberdade

 

A alma que chora, a pele que sangra
Qual será o meu valor?
Entrego minha vida
Rainha do mar, Iemanjá

 

Aportou, na terra do sol e do maracatu
Vidas no suspiro derradeiro
Na fria solidão do cativeiro
Mãos calejadas a lavourar
Não perdi a fé nos orixás
Senhora do rosário, oh nossa senhora
Aos pés do seu altar, clamo a igualdade
Palmares, vi um céu de luz e liberdade
A força de zumbi a nos guiar
Nas bênçãos de oxalá

 

Tambores vão ecoar, a festa vai começar
O meu batuque traz a força do terreiro
A mancha verde é kizomba amor
Salve a princesa! Viva o povo negro!

 

Compositores: Sereno, Chefia, Darlan Alves, André Ricardo, Rodrigo e Rodolfo Minueto e Gui Cruz

 

Nossa história

A Mancha Verde, maior torcida organizada do Palmeiras, decidiu participar do Carnaval em 1995 e, após alterar seu estatuto e filiar-se à UESP, passou a desfilar no ano seguinte como bloco. Assim permaneceu até 2000, quando veio a estreia como Escola de Samba.
 
Cantando o enredo "Brasil, que história é essa?", logo de cara a agremiação conquistou o acesso do Grupo 3 para o Grupo 2.
 
Os bons resultados se mantiveram e, com dois títulos seguidos, a Mancha alcançou o Grupo de Acesso, segunda divisão da disputa paulistana, em 2003.
 
O auge veio em 2004, quando a Escola sagrou-se campeã do Grupo de Acesso pela primeira vez e conquistou o direito de disputar o Grupo Especial do Carnaval de São Paulo em 2005. Com enredo que falava sobre o estado do Mato Grosso, conquistou na 12ª posição.
 
Desde então, a Mancha é presença frequente na elite da folia paulistana. A melhor colocação obtida pela escola no Grupo Especial foi o quarto lugar, alcançado em 2010, 2011 e 2012. No Grupo de Acesso ganhou dois títulos, em 2004 e 2016.

Últimas notícias Ver todas